Reprodução
Reprodução

PHS lança pré-candidatura de Carlos Viana ao Senado

Jornalista não é considerado integrante da chapa tucana apesar da presença de Antonio Anastasia (PSDB) no evento

Jonathas Cotrim    , O Estado de S.Paulo

13 Julho 2018 | 16h22

BELO HORIZONTE – O jornalista Carlos Viana (PHS) foi lançado como pré-candidato ao Senado por Minas Gerais nas eleições 2018 na manhã desta sexta-feira, 13. O pré-candidato do PSDB ao governo mineiro, Antonio Anastasia, esteve no evento, mas os partidos não confirmaram se Viana irá compor a chapa majoritária tucana no Estado.

O deputado Marcelo Aro, porém, presidente nacional do PHS, afirmou se que existe o interesse de sua legenda em integrar a composição do PSDB. "Confiamos no Anastasia e ele tem uma relação muito próxima com o Viana. Mas a oficialização ficará apenas para a convenção." 

Anastasia discursou no evento a respeito da atuação de Carlos Viana como jornalista e os "desafios" do trabalho de senador. O ex-governador mineiro não conversou com a imprensa na saída do evento, que aconteceu em um hotel no centro de Belo Horizonte.   

++ Alckmin diz que aguarda decisão do centrão e busca apoio de Ciro Nogueira

Apresentador de programas de televisão e rádio em Minas, Viana disputará sua primeira eleição. “É muito importante esse apoio do Anastasia, mas ele tem as questões do partido dele. Temos andado juntos, mas definição final respeitará os prazos finais”, afirmou.

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), esteve no lançamento da pré-candidatura de Viana e, apesar de declarar que permanecerá neutro durante a campanha e não apoiará nenhum candidato ao governo do Estado, elogiou Anastasia em seu discurso. “Minas Gerais não pode ter em oito anos apenas um senador. O senhor (Viana) está com um homem de bem (Anastasia), mas não está casado com a família de ninguém”, disse.

++ Rede lança pré-candidato para disputa ao Senado em Minas

De acordo com fontes ouvidas pela reportagem, as duas vagas da coligação tucana ainda não estão fechadas e só serão definidas na semana que vem. No entanto, Solidariedade e PPS já tratam o pré-candidato ao Senado Dinis Pinheiro como integrante da chapa. 

Sem a confirmação do PHS, o PSDB continua com cinco partidos já confirmados na coligação. Além do PPS e do Solidariedade, Anastasia tem o apoio de PSC, PSD e PTB.

O senador Aécio Neves (PSDB) não compareceu a mais um evento que contou com a presença de algumas das principais lideranças dos partidos que compõem a coligação tucana. Viana declarou que qualquer decisão sobre a candidatura de Aécio cabe ao PSDB. “O PHS não caminhará no mesmo palanque que o Aécio. Se quisermos fazer uma nova política, precisamos escolher com quem vamos caminhar”, afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.