PF prende quatro suspeitos de ameaçar eleitores em Rondônia

Donos de uma empresa estavam ameaçando empregados de perderem emprego, se não votassem em Paulo Kemp

Solange Spigliatti, estadao.com.br

19 de setembro de 2008 | 16h19

Quatro pessoas foram presas na quinta-feira, 18, após denúncia anônima de que estariam ameaçando eleitores, em Rondônia, segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A prisão foi no posto da Polícia Rodoviária Federal localizado na BR-364, entre as cidades de Porto Velho e Candeias do Jamari. Segundo o TRE, as denúncias davam conta de que os donos da empresa Rocha Segurança estavam ameaçando e coagindo os empregados de perderem o emprego, caso não votassem no candidato a vereador Paulo Kemp.Um vigilante, após ter sido vítima das ameaças, delatou a ação de Cristiano Celestino da Silva, Edson Rocha Siqueira, Francisca Maria Auxiliadora Nascimento e Éster Camurça Lima, que foram presos. Com eles foram apreendidos duas listas contendo o nome de escolas e de outros órgãos públicos, uma sacola com diversos "santinhos" do candidato Paulo Kemp e uma lista com nomes de pessoas, numeradas de 01 a 106.Segundo informaram os denunciantes, pessoas compareciam nos postos de vigilância dizendo que os vigilantes teriam que apoiar o candidato, pois, se eleito, a empresa teria mais postos de vigilância. Falavam também que se a empresa tivesse que demitir um vigilante, escolheria aquele que não votou em Paulo Kemp. Na madrugada desta sexta-feira, 19, os envolvidos foram levados ao Presídio "Urso Branco" e ao Presídio Feminino.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesROPFprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.