PF invade jornal para barrar pesquisa

Oficiais de Justiça e a Polícia Federal invadiram redação do Correio do Estado, de Campo Grande (MS), para impedir a publicação de pesquisa eleitoral que, segundo o diretor do jornal, Antônio Hugo Rodrigues, "não existia". Rodrigues entrará com representação na Corregedoria do TRE e no CNJ contra a juíza Elizabeth Rosa Baish, que impugnou a divulgação da pesquisa, atendendo à ação da coligação do candidato Alcides Bernal (PP). O superintendente da PF-MS, Edgar Marcon, disse que "a PF atendeu à Justiça". / JOÃO NAVES DE OLIVEIRA

O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2012 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.