PF cumpriu rigorosamente seu papel, diz ministro

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, rebateu ontem os argumentos do advogado de Demóstenes Torres, Antonio Carlos de Almeida Castro, de que as provas contra o senador seriam nulas. "A Polícia Federal cumpriu rigorosamente seu papel. Os fatos são colocados sob a luz do sol nos autos. Caberá agora ver como os tribunais apreciarão esses fatos." Ele disse ainda que as informações divulgadas pela imprensa sobre o caso não vazaram da PF e destacou que a investigação está em andamento há três anos. / EDUARDO BRESCIANI

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.