Petista pode virar réu no STF

Denunciado há um ano, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, corre o risco de se tornar réu no Supremo Tribunal Federal (STF).

O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2011 | 03h08

No dia 14 de dezembro de 2010, um dia antes de o ex-prefeito de Belo Horizonte ser confirmado na Esplanada, o Ministério Público de Minas propôs à Justiça ação penal contra Pimentel e mais cinco pessoas por crimes como dispensa ilegal de licitação, desvio de recursos públicos em proveito alheio e lavagem de dinheiro no ano de 2004.

No fim de janeiro de 2011, ano, a juíza Neide Martins, da 9.ª Vara Criminal de BH, determinou a remessa ao STF de cópias dos autos da denúncia apresentada pelo MP contra Pimentel, que dispõe de foro privilegiado.

Segundo o STF, o inquérito aguarda parecer da Procuradoria-Geral da República e tem como relator o ministro Dias Toffolli. A defesa do ministro rechaçou as acusações e alegou inocência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.