Petista e assessora Eristela Feitoza negam acusações

Em nota, o senador Humberto Costa informou que todas as contas de suas campanhas eleitorais foram aprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e que não há qualquer referência a seu nome no relatório da CPI dos Correios nem na Ação Penal 470, em julgamento pelo STF. O petista ainda "refuta qualquer tentativa de envolvimento do seu nome com qualquer irregularidade que seja", segundo a nota.

O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2012 | 02h09

Eristela Feitoza, que foi assessora do senador, também negou qualquer relação com o empresário Marcos Valério. "Não o conheço e as contas da campanha de 2002 foram aprovadas pela Justiça Eleitoral, como mostramos ainda em 2005", disse ela ontem ao Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.