Petista diz que falta 'traquejo' a Serra com a educação

O pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, rebateu ontem as críticas do tucano José Serra em seu artigo publicado anteontem no Estado. No texto, Serra criticou a política educacional do governo federal, mais precisamente o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O Estado de S.Paulo

10 de março de 2012 | 03h05

Para Haddad, que foi ministro da Educação do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff, Serra precisa de traquejo para lidar com a área de educação. "Penso que é falta de traquejo (de Serra) com a educação", avaliou o petista.

No artigo, o tucano compara a qualidade da educação no Brasil aos níveis de Chile, Uruguai e México. "Em 2009, 65 nações participaram do Pisa. O resultado é vexaminoso: o Brasil obteve o 54º lugar, junto com Panamá e Azerbaijão, atrás de países como Bulgária, Romênia, México, Chile e Uruguai", comparou Serra.

Haddad rebateu e disse que o Estado de São Paulo, embora seja o mais rico do País, tampouco atinge o nível de qualidade na educação desses três países. "Acho estranho que ele não conheça os indicadores do Estado que eles (PSDB) governam há 20 anos, sendo que São Paulo tem uma renda per capita superior à desses países e o Brasil tem renda inferior à desses países", disse.

O petista disse ainda que não encarou as críticas como ataque pessoal. "Eu entendo que o pré-candidato Serra tem uma postura de oposição sistemática desde a posse do presidente Lula. Não seria diferente no caso da educação." / DAIENE CARDOSO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.