Petista ataca Serra e sugere CPI para 'máfia da merenda'

Com a instauração da CPI que investigará o caso Cachoeira, o candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, aproveitou para atacar, indiretamente, seu adversário do PSDB, José Serra, citando a "máfia da merenda", na qual há suspeitas de que o secretário da Saúde, Januário Montone, aliado do tucano, estaria envolvido. Haddad sugeriu uma CPI para o caso. O petista lembrou que o secretário tornou-se réu após uma decisão tomada anteontem pela Justiça. A polêmica surgiu em 2009, após denúncia do Ministério Público sobre um suposto cartel no fornecimento de merenda às escolas municipais. O MP apontou que o secretário teria recebido propina de R$ 600 mil. / RICARDO CHAPOLA, ESTADÃO.COM.BR

O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2012 | 03h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.