Petista Antônio Gomide é o novo prefeito de Anápolis

Com mais de 75% dos votos válidos, ele já garante vitória sobre Onaide Santillo (PMDB) e destaca 'campanha limpa'

Agência Estado,

26 de outubro de 2008 | 17h59

As pesquisas de intenção de votos estão sendo confirmadas nas urnas pelo eleitores de Anápolis. Parcial divulgada pelo site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a disputa pela prefeitura de Anápolis (GO) mostra vitória de Antônio Gomide (PT) sobre Onaide Santillo (PMDB). Com 88,57% das urnas totalizadas até as 17h53, Onaide não consegue mais alcançar a votação do petista. Gomide tem 107.385 votos, ou 75,61% dos válidos. Onaide está com 34.632 votos, ou 24,39% dos válidos. Votos em branco somam 1,91% (2.874) e nulos, 3,72% (5.598).   Veja também: TSE diz que 380 urnas já foram substituídas Geografia do voto: desempenho dos partidos no País  Cobertura completa das eleições 2008  Eu prometo: Veja as promessas de campanha dos candidatos Acompanhe a apuração em tempo real Tire suas dúvidas sobre as eleições       A expectativa de uma vitória do petista Gomide desmobilizou o PMDB e esvaziou a cidade durante as eleições, tranqüilas e sem confrontos nas ruas. Na primeira urna, da 142a. foram totalizados 99 votos validos para Antonio Gomide e 19 para Onaide Santilo. "Estou feliz e alegre de ter alcançado o nosso objetivo", disse Gomide. "Fizemos uma campanha limpa."   De acordo com o juiz eleitoral Marcos da Costa Pereira, da 131a. zona, apenas duas urnas foram substuídas em Anápolis. "Se tudo andar bem, no máximo às 19h todas as urnas estarão apuradas", disse. Nas ruas, no dia de hoje, apenas 13 pessoas foram presas em flagrante. Nenhuma por crime eleitoral. Todas foram enquadradas na Lei Seca - 11 foram pegas bebendo e outras duas vendendo bebidas. Lei Seca.   As ruas ficaram vazias ate de santinhos, que não foram lançados nas ruas e a abstenção devera girar em torno de 20%. A festa do PT já começou na Praça Dom Emanuel, no Centro.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2008AnápolisGoiásPTPMDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.