Petebista mantém hegemonia e se reelege em São Caetano

Cidade é a única do Grande ABC na qual um candidato petista nunca conseguiu vencer uma eleição

Da redação,

05 de outubro de 2008 | 23h30

 prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior, do PTB, foi reeleito na noite deste domingo, 5. Mesmo antes do final da apuração ele não pode ser mais alcançado.Com 84,62% dos votos apurados, ele tem 78,32%. Restam 15.243 votos a serem contados e a vantagem dele para o petista Jayme Tortorello é de 44.108. Em porcentagem, o rival de Auricchio tem apenas 12,8%. Veja também:Petista lidera em Santo André e pode se eleger ainda hojeMarinho lidera com 47% em São Bernardo e pode se eleger hojePetista declara vitória em Osasco e diz que quer ajudar MartaA cidade é a única dos sete municípios do ABC paulista - historicamente um berço do PT - onde o partido jamais conseguiu esboçar a mínima possibilidade de vencer uma eleição. Assim, o PTB conseguiu sua sétima vitória consecutiva.Hegemônica na cidade desde de 1982, a legenda conseguiu reeleger Auricchio. Pesquisa Ibope Inteligência/Diário Grande ABC, realizada entre 19 e 21 de setembro, indicava 72% das intenções de voto em seu favor.Auricchio teve o apoio de 18 dos 24 partidos da cidade. Jayme Tortorello, do PT, e Horácio Neto, do PSOL, eram coadjuvantes - 8% e 6% das intenções de voto, respectivamente. Na Câmara, 160 candidatos disputaram 12 vagas. Auricchio esperava que seu grupo eleja os 12 vereadores. Com 145 mil habitantes - 58,3% nas classes A e B -, São Caetano tem 97.274 eleitores e Orçamento de R$ 700 milhões. HistóricoCandidato à reeleição por uma coligação que reúne 19 dos 24 partidos de São Caetano, o prefeito José Auricchio Júnior (PTB) liderou um grupo historicamente adversário do PT na cidade, mas na campanha disse que adotaria uma prática consagrada em administrações petistas, o Orçamento participativo - que prefere chamar de Orçamento Comunidade.Enquanto isso, o PT lançou como candidato o ex-juiz Jayme Tortorello, sobrenome de grande apelo eleitoral, mas vinculado a setores tradicionalmente contrários ao PT. Seu irmão, Luiz Tortorello, que morreu no fim de 2004, foi prefeito três vezes de São Caetano pelo PTB, sempre adversário dos petistas.Em 2004, Auricchio concorreu à prefeitura com apoio de Luiz Tortorello, que, vítima de hepatite C, morreu antes mesmo da posse do sucessor. Auricchio rompeu com Pádua e tornou-se adversário da família Tortorello.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.