Perillo se oferece para depor e diz que não é acusado

Antecipando-se a uma possível convocação, o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), apareceu ontem na CPI e se ofereceu para depor espontaneamente. O tucano não foi ouvido, já que se tratava de uma sessão administrativa, dedicada à aprovação de requerimentos, mas aproveitou para se defender diante da imprensa. Questionado, ele se negou a responder se abre seus sigilos bancário, fiscal e telefônico espontaneamente.

O Estado de S.Paulo

30 Maio 2012 | 03h05

"É preciso ver se é justo ou não. Como já disse, cabe à CPMI essa decisão", afirmou. "Não pesam sobre mim quaisquer acusações. De qualquer maneira, sou um democrata e vou respeitar o que a CPMI decidir."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.