Pedidos de impugnação dobraram de 2004 para 2008, diz Britto

Segundo o presidente do TSE, houve a judicialização de 6 mil processos; em SP, Justiça negou ação de Marta

Redação,

26 de outubro de 2008 | 16h34

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Ayres Britto, afirmou neste domingo, 26, que o número de pedidos de impugnação de candidatura dobrou de 2004 para 2008. Segundo ele, neste ano houve a judicialização 6 mil processos. "Já produzimos mais de 4 mil decisões, faltam mil e 500 que devemos enfrentar e vencer até o dia da diplomação dos candidatos. Mas antes disso esperamos dar conta do recado", disse.   Veja também: Onde votar: Ferramenta traz endereço e mapa do local de votação Geografia do voto: desempenho dos partidos no País  Cobertura completa das eleições 2008  Eu prometo: Veja as promessas de campanha dos candidatos Acompanhe a apuração em tempo real Tire suas dúvidas sobre as eleições    Segundo Britto, quando os candidatos não conseguem resolver suas controvérsias, "batem na porta do Judiciário", o que denota confiança. "A Justiça Eleitoral tem a boa tradição de efetividade. É um ramo que encurta as distâncias entre ingresso na Justiça e a resposta", disse o presidente do TSE.   Em São Paulo, a Justiça Eleitoral negou na semana passada pedido da coligação de Marta Suplicy (PT) de impugnação da candidatura do prefeito Gilberto Kassab (DEM) à reeleição, mas decidiu aplicar uma multa de R$ 5.320,50 ao candidato.   A campanha da petista acusou o prefeito de utilizar a máquina pública durante solenidade pública na qual entregou um cheque de 1,5 metro de R$ 198 milhões ao governador de São Paulo, José Serra (PSDB), para obras do Metrô na capital paulista.   (com Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:
Carlos Ayres BrittoTSEimpugnação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.