Divulgacao
Divulgacao

PDT, PSB e PT oficializam candidaturas em Ribeirão Preto no fim de semana

Até agora, oito concorrentes disputam cargo com atual prefeito, Duarte Nogueira (PSDB); ‘Juiz Gandini’ anuncia retirada de candidatura

Everton Sylvestre, especial para o Estadão, O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2020 | 22h05

Mais três candidatos entraram na disputa pela prefeitura de Ribeirão Preto neste fim de semana. No sábado, o PDT confirmou o nome do apresentador de rádio e presidente da Câmara Lincoln Fernandes. O partido está coligado com o Avante, que deve indicar vice.

No mesmo dia, o PSB oficializou a ex-reitora da USP Suely Vilela. Após anunciar no fim de agosto que não disputaria, o deputado federal Ricardo Silva (PSB) – segundo colocado para a prefeitura em 2016 – afirmou que Vilela era um “nome forte” no partido. Ela foi secretária de Educação no início do atual governo. O Podemos confirmou na manhã de domingo o empresário Matheus Eduardo para vice. Também estão na coligação PV, Solidariedade e PSD – partido que comandou Ribeirão Preto com a ex-prefeita Dárcy Vera, expulsa da legenda após escândalo de corrupção.

Neste domingo, o PT oficializou o promotor aposentado e professor de direito Antonio Alberto Machado à prefeitura e Elsa Rossi para vice – ex-secretária de Educação no governo de Antonio Palocci. Até agora, Rede, Patriota, PCdoB, PRTB e Psol também lançaram candidaturas sem coligação.

Duarte Nogueira (PSDB) tenta a reeleição coligado com DEM, PL, PSC, Republicanos, PTB e PP. Este anunciou o advogado Daniel Gobbi para vice – ex-secretário de meio ambiente no governo de Darcy Vera. O Juiz Gandini (MDB), terceiro colocado em 2016, desistiu neste sábado. O MDB ainda deve definir seus rumos. O PSL mantém Rodrigo Junqueira pré-candidato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.