PDT perde capital, mas mantém hegemonia no Maranhão

João Castelo (PSDB) acabou com tradição de 12 anos do PDT em São Luís, o maior colégio eleitoral do Estado

Da Redação, com Wilson Lima, especial para o Estad,

06 de outubro de 2008 | 00h14

A eleição de João Castelo, do PSDB, para Prefeitura de São Luís, acabou com uma hegemonia de 12 anos do PDT no maior colégio eleitoral do Maranhão. Desde 1996, o PDT não perdia uma disputa majoritária em São Luís. Em 1996 e 2000, o PDT elegeu o governador Jackson Lago. Em 2004, o atual prefeito da capital, Tadeu Palácio. Além disso, desde 1996 uma disputa pela prefeitura da capital maranhense não ia para o segundo turno.   Veja Também: A disputa pelas capitais   Especial: Perfil dos candidatos  Eu prometo: Veja as promessas de campanha dos candidatos  Ibope: Veja números das últimas pesquisas  Confira as imagens da votação pelo Brasil    Em São Luís, Castelo e Dino se enfrentam no 2º turno   Entretanto, apesar de ter perdido o comando de São Luís, o PDT de Jackson venceu na maioria das Prefeituras do Maranhão. O resultado consolidado das 217 prefeituras do Maranhão, o PDT conseguiu eleger 65 prefeitos. O PSDB foi o partido com o segundo maior número de prefeitos eleitos no Maranhão: 21. O Democratas arrebatou 17 prefeituras. O Partido Verde ficou 16 e o PMDB, com 15. O PC do B, PSDC e PTC foram os partidos com o menor número de prefeituras no Maranhão: um cada.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2008PDTMaranhão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.