PC do B avisa que mantém o controle do Esporte

Na cerimônia de transmissão de cargo de Orlando Silva para Aldo Rebelo ficou claro que o PC do B pretende continuar dando as cartas na área do Esporte. O presidente da sigla, Renato Rabelo, discursou - algo incomum nesses eventos - e disse que o partido foi vítima de uma campanha "vil e sórdida".

O Estado de S.Paulo

01 de novembro de 2011 | 03h03

Orlando defendeu seu trabalho, o programa Segundo Tempo e Waldemar de Souza, secretário executivo da pasta, que deve ser dos primeiros a perder o posto.

Mas o novo ministro, Aldo Rebelo, no seu discurso de posse, afirmou que o fato de ser ou não do PC do B não é importante e que pretende decidir as mudanças no ministério com rapidez. / EDUARDO BRESCIANI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.