Paulinho e a Força Sindical

O deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), presidente da Força Sindical desde 1994, foi militante no PC do B nos anos 1970 e coordenador da campanha de reeleição do ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso.

O Estado de S.Paulo

15 de janeiro de 2013 | 02h09

Na presidência da Força, sempre manteve boa relação com governos do PSDB.

Em 2002, foi vice do presidenciável Ciro Gomes, na chapa do PPS. Em 2003, filiou-se ao PDT, pelo qual elegeu-se deputado em 2006. Foi candidato a prefeito de São Paulo em 2004 e 2012.

Em 2010, Paulinho foi condenado pela Justiça Federal de São Paulo em ação civil de improbidade administrativa a devolver aos cofres públicos R$ 235,5 mil e ao pagamento de multa de R$ 471 mil. Ele foi acusado de irregularidades na gestão de R$ 40 milhões do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) em 2001. À época, Paulinho negou as acusações e disse que sofria de "perseguição".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.