Infográfico|Estadão
Infográfico|Estadão

Participação do eleitor terá destaque em debate Estadão, Gazeta e Twitter

Encontro no domingo, a partir das 18h30, vai reunir os seis principais candidatos à Prefeitura de São Paulo

O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2016 | 17h11

Os seis principais candidatos à Prefeitura de São Paulo participarão no domingo, 18, a partir das 18h30, de debate eleitoral promovido em parceria pelo Estado, a TV Gazeta e o Twitter. O encontro será dividido em cinco blocos e terá duração aproximada de três horas.

Além das tradicionais perguntas entre os candidatos, a parceria inédita permitirá um programa com formato inovador, que agregará novas maneiras de interação nas redes sociais. Entre elas está a transmissão do encontro pelo Periscope, aplicativo que permite a exibição ao vivo por meio do Twitter. O debate também será transmitido ao vivo pelo site do Estadão, e pelas Rádio Estadão (FM 92,9 Mhz) e Rádio Gazeta AM (AM 890 Khz).

"A junção do Estadão, com a Gazeta e o Twitter amplia os efeitos do jornalismo e da prestação de serviços aos cidadãos de todas as faixas etárias", afirma o Editor Executivo de Conteúdos Digitais do Estadão, Luis Fernando Bovo.

As regras do encontro foram definidas previamente com as campanhas. Além de Celso Russomanno (PRB), Marta Suplicy (PMDB), João Doria (PSDB), Fernando Haddad (PT) e Major Olimpio (SD), que têm a participação nos debates garantida por lei por estarem em partidos com mais de nove representantes na Câmara, a organização do programa convidou Luiza Erundina (PSOL), quinta colocada nas pesquisas de intenção de voto. A participação da deputada foi possível após entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) de que caberia à emissora a decisão de chamar candidatos que não se encaixam nos limites estabelecidos pela nova regra eleitoral.

A mediação do encontro será da jornalista Maria Lydia Flândoli, com a participação dos jornalistas do Estado Pedro Venceslau, repórter de Política, e Haisem Abaki, âncora da Rádio Estadão, que farão perguntas aos candidatos. Rodolpho Gamberini, apresentador do Jornal da Gazeta, e Josias De Souza, comentarista de política da emissora, também farão perguntas.

Os eleitores também terão a oportunidade de questionar os candidatos. Para isso, é necessário enviar  pergunta em vídeo pelo Twitter com a hashtag #GazetaEstadao. A questão não deve ser direcionada a um candidato específico e deve estar relacionada a um dos seguintes temas: saúde, educação, habitação, transporte, segurança urbana ou corrupção. Seis questões serão pré-selecionadas pela organização do debate, que sorteará qual dos candidatos irá responder. No momento em que cada pergunta for feita, será sorteado um outro candidato para comentar o mesmo tema.

“Livre debate é a essência da democracia, ainda mais com participação direta do cidadão, como teremos, com perguntas enviadas através do Twitter e dos portais do Estadão e da Gazeta”, afirma Dácio Nitrini, diretor de Jornalismo da Gazeta.

Pela primeira vez em um debate, as perguntas dos usuários serão organizadas e exibidas em um painel do Twitter Moments, recurso que permite aos usuários acessar o melhor conteúdo da plataforma. Durante a transmissão, a equipe de curadoria do Moments irá selecionar os Tweets mais relevantes em tempo real.

“Além de criar uma conexão em tempo real entre os usuários e a transmissão do debate, o Twitter terá um papel fundamental de dar voz aos eleitores e colocá-los no papel de protagonistas, permitindo que enviem suas perguntas diretamente aos candidatos”, afirma Jonas Oliveira, diretor de notícias e política do Twitter Brasil.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.