Para prefeito, apoio a Serra não muda relação com Dilma

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), disse ontem que o apoio a uma futura candidatura de José Serra (PSDB) na eleição paulistana não muda a relação de seu partido com o governo Dilma Rousseff. "O projeto é local, as eleições são locais. Portanto, todos sabem: vamos continuar tendo a mesma posição em relação ao governo Dilma, uma relação de independência."

O Estado de S.Paulo

29 de fevereiro de 2012 | 03h05

Questionado sobre uma eventual participação da sigla no ministério de Dilma, Kassab fez uma argumentação teórica usando como exemplo o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles. "Vamos dizer que ele fosse convidado para ser ministro da Dilma. Não tem nenhuma indicação que ele vá, mas vamos dizer que ele fosse. É um direito dele aceitar, é bom pro Brasil", afirmou. "Mas, caso aceitasse, ele seria um ministro desvinculado das ações partidárias." / ARTUR RODRIGUES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.