Para Lula, Serra é um candidato 'desgastado'

Ex-presidente atacou tucano sem, porém, citar seu nome; pré-campanha do PSDB não quis comentar

O Estado de S.Paulo

03 de junho de 2012 | 03h04

Na tentativa de polarizar com José Serra, líder nas pesquisas para a Prefeitura de São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez ontem críticas ao pré-candidato do PSDB, sem, porém, citar nominalmente o tucano. No discurso de apoio ao pré-candidato petista, Fernando Haddad, Lula afirmou que o ex-ministro da Educação concorreria com um candidato "desgastado".

"Tem um que tá tão desgastado que nem sei por que ele quer ser candidato a prefeito", cutucou Lula, que utilizou a tática que será largamente usada pelo PT na campanha, a de lembrar que Serra deixou a Prefeitura de São Paulo após um ano e quatro meses e mandato. "Ele utilizou a cidade como um trampolim."

O ex-presidente afirmou ainda que o tucano deixou também o governo do Estado antes do fim do mandato e "tomou uma tunda da presidente Dilma" na eleição presidencial de 2010.

Haddad adotou discurso semelhante e usou a mesma metáfora de Lula. "São Paulo cansou de prefeitos de meio expediente e de prefeitos de meio mandato", afirmou. "Jamais usarei a prefeitura como trampolim."

O ex-presidente disse que confia que tão logo se torne conhecido, o ex-ministro da Educação salte para um patamar superior a 30% nas pesquisas de intenção de voto.

A assessoria de Serra informou ontem que ele não iria comentar as críticas. "O Lula quer chamar Serra para o debate. Ele não é candidato. Nós não vamos cair nesta armadilha", declarou o coordenador da pré-campanha do tucano, Edson Aparecido. / FERNANDO GALLO e RICARDO CHAPOLA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.