Para Haddad, debate não trouxe novidades

Prefeito de São Paulo afirma que confronto foi oportunidade para os eleitores indecisos tomarem conhecimento dos argumentos que já vinham sendo defendidos pelos rivais

Mariana Durão, O Estado de S. Paulo

25 de outubro de 2014 | 08h02

Rio - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), avaliou neste sábado, 25, que o último debate entre os candidatos à presidência da República, nesta sexta-feira, 24, na TV Globo, não trouxe grandes novidades, mas foi uma oportunidade para os eleitores indecisos tomarem conhecimento dos argumentos que já vinham sendo defendidos por Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB).

"Dilma é uma planejadora. Foi para o governo federal para não deixar faltar energia, dado o apagão de 2001. Esse tema do planejamento é muito caro a ela", comentou o prefeito, em referência ao fato de a presidente ter destacado o agravamento na crise de abastecimento de água no Estado de São Paulo. A petista questionou Aécio Neves (PSDB) se houve falta de planejamento do governador tucano Geraldo Alckmin. 

Haddad fez parte da comitiva de campanha que acompanhou a presidente ao Rio de Janeiro para o debate. Ele deixou o hotel em que o grupo estava hospedado na Barra, zona oeste carioca, em direção à capital paulista nesta manhã. A presidente Dilma embarcará para Porto Alegre, onde participa de uma caminhada prevista para 10 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.