Estadão
Estadão

Para governador do Maranhão, eleição municipal confirma fim da 'era Sarney'

Grupo de oposição ao PMDB conquistou a prefeitura em 150 das 217 cidades do Estado

Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2016 | 22h18

O governador do Maranhão, Flavio Dino (PCdoB), afirmou que o resultado das eleições municipais deste domingo confirmam o fim da hegemonia da família e do grupo político do ex-presidente José Sarney (PMDB) no Estado.

Segundo Dino, o grupo de partidos que faz oposição ao PMDB maranhense conquistou a prefeitura de 150 dos 217 municípios do Estado no primeiro turno. Nas eleições passadas, esse número foi 17. Somente o PCdoB, saltou de 4 prefeituras para 43.

"De um modo geral, quando olhamos os partidos no nosso campo, nós tivemos vitórias importantes não só no sentido quantitativo, mas também quantitativo. Nós ganhamos nas maiores cidades, vamos para o segundo turno na capital", afirmou o governador.

Em São Luís, o candidato do PMDB, Fábio Câmara, terminou a disputa em quinto lugar, com 3,6% dos votos. Apoiado por Dino, o atual prefeito da capital maranhense, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), vai disputar o segundo turno com Eduardo Salim Braide (PMN).

Esta foi a primeira eleição após a saída da família Sarney do governo do Maranhão, em 2014, quando Dino venceu a disputa e colocou fim em um ciclo de quase 50 anos de poder no Estado do grupo político do ex-presidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.