Paes cita vantagem e Gabeira aposta em pesquisa interna

Empatados tecnicamente também na pesquisa de boca-de-urna do Ibope, os candidatos à prefeitura do Rio, Eduardo Paes (PMDB) e Fernando Gabeira (PV), disseram respeitar os números, mas reagiram de forma diferente. Paes, que apareceu com 51 por cento dos votos válidos na pesquisa do Ibope, disse que o resultado confirma que a eleição se decidirá voto a voto, mas destacou sua vantagem numérica sobre Gabeira, que teve 49 por cento dos votos válidos na sondagem. "Pelo menos estou 2 pontos na frente. Se Deus quiser, vou comemorar com os meus amigos a vitória", disse Paes em entrevista em frente a sua casa, na Barra, onde está acompanhado do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. Gabeira, por sua vez, disse encarar com serenidade o resultado da boca-de-urna, mas preferiu apostar nas pesquisas internas da sua campanha. "Temos confiança nos eleitores do Rio de Janeiro e achamos que o resultado final pode nos favorecer, mesmo porque nos consultamos com institutos que nos atendem e o resultado que nos apresentaram foi diferente. Também muito apertado, mas diferente a nosso favor", destacou Gabeira. Com a apuração em ritmo acelerado --já foram totalizadas 52,74 por cento da sessões--, Paes aparece com 50,53 por cento dos votos válidos, contra 49,47 por cento, numa diferença de pouco mais de 18 mil votos. A margem de erro da pesquisa de boca-de-urna é de 2 pontos percentuais. Segundo o Ibope não é possível dizer, apenas com base na pesquisa, quem venceu a eleição no Rio. Foram ouvidos 6.000 eleitores. (Por Mair Pena Neto; edição de Alexandre Caverni)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.