Ricardo Medeiros / PDT
Ricardo Medeiros / PDT

Osmar Dias (PDT) desiste da candidatura ao governo do Paraná nas eleições 2018

Desistência ocorreu depois do racha com o MDB, do senador Roberto Requião

Katna Baran, O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2018 | 12h35

CURITIBA - Em nota divulgada por sua assessoria nesta sexta-feira, 3, o ex-senador Osmar Dias (PDT) comunicou que não disputará as eleições 2018. Ele era cotado como candidato ao governo do Estado. “Peço a compreensão e o apoio a essa difícil decisão que é definitiva”, diz o político na nota. Ele justificou a desistência afirmando que as propostas que defende não podem ser levadas adiante sem reformas no sistema político, que "não aceita, na prática, o discurso de mudança que todos os políticos pregam em época de eleição".

“Por ingenuidade ou excesso de confiança, acreditei que, como eu, os políticos de todos os partidos haviam compreendido o momento grave que estamos vivendo”, afirmou o político.

A desistência da candidatura ocorreu depois do comunicado racha entre Osmar e o MDB, do senador Roberto Requião. Sem o apoio, o PDT tinha apenas o Solidariedade ao seu lado na chapa majoritária, o que dava a Dias cerca de 30 segundos no horário eleitoral.

“Não agrido minha consciência em troca de tempo de TV ou de apoio com base em barganhas escusas ou apoios hipócritas. Política não pode ser um jogo dominado por sentimentos e paixões negativas como vaidade, inveja, pensamento medíocre”, declarou Osmar na nota.

No comunicado, ele afirma que não vai disputar cargos nas eleições 2018. Alguns políticos do Estado, porém, acreditam que Osmar poderá concorrer ao Senado. A convenção do PDT do Paraná ocorre neste sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.