Ordenada cassação da candidatura de petista no Recife

O juiz da 8ª Zona Eleitoral do Recife, Nilson Nery, determinou hoje a cassação do registro do candidato do PT à Prefeitura do Recife, João da Costa, líder nas pesquisas de intenção de voto, por abuso de poder econômico e político nas eleições. Além do pedido de cassação do candidato, o magistrado também decretou a inelegibilidade do petista por três anos.A Coligação "Frente do Recife" (PT-PCdoB-PDT-PMN-PTB-PRP-PTdoB-PSDC-PR-PSB-PTN-PRB-PRTB-PSL-PHS) do candidato João da Costa informou que vai recorrer da decisão junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da capital pernambucana. Enquanto não sair uma decisão final sobre o assunto, o petista poderá continuar fazendo sua campanha.Costa apareceu com 46% das intenções de voto, mantendo a liderança isolada, segundo a última pesquisa do Ibope encomendada pelo jornal O Estado de S.Paulo e a TV Globo, divulgada no dia 12. Como as intenções de voto em Costa são maiores do que o total dos índices dos concorrentes, o petista poderá vencer já no primeiro turno. Costa é apoiado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e pelo atual prefeito do Recife, João Paulo (PT).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.