'Oposição concorda com tudo que governo faz'

Candidato do grupo dos independentes, o senador de primeiro mandato Pedro Taques (PDT-MT) afirmou ontem em entrevista ao Estado que o silêncio de seus colegas em relação às denúncias que envolvem Renan Calheiros (PMDB-AL) mostra "o empobrecimento da oposição no Brasil".

Entrevista com

O Estado de S.Paulo

29 de janeiro de 2013 | 02h04

Por que o sr. decidiu se candidatar à presidência do Senado?

Nós não podemos ter um só candidato. Então eu coloco o meu nome à disposição.

O sr. e o Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) desistiram de lançar uma candidatura conjunta?

Nós vamos conversar sobre isso no decorrer da semana.

Como o sr. avalia o silêncio do Congresso diante das denúncias contra Renan Calheiros?

Isso mostra o empobrecimento da oposição. O Brasil é o único lugar que tem jabuticaba e que tem uma oposição que concorda com tudo que o governo faz. Por isso eu quero um debate. Eu quero ouvir o que o Renan tem a dizer sobre as denúncias.

Quais as suas principais propostas para a Casa?

A minha primeira proposta é fazer uma pauta dos principais projetos que precisam ser votados. É preciso também fazer uma reforma administrativa e dar maior transparência aos gastos. Por que o Senado gasta 85% do seu orçamento com pessoal? O número de senadores não aumentou: são 81 desde a Constituição de 1988. Então por que esse inchaço do serviço público? / ISADORA PERON

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.