OAB promove ato de apoio ao conselho

Um ato promovido ontem em Brasília pela Ordem dos Advogados do Brasil cobrou do STF decisão que garanta as atividades de investigação do CNJ. Como argumento de que não é possível deixar a tarefa apenas nas mãos das corregedorias dos tribunais locais, o presidente da OAB, Ophir Cavalcante, citou que dos 28 corregedores que atuam no Judiciário dos Estados, 18 respondem ou responderam a processos no CNJ. / MARIÂNGELA GALLUCCI

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.