'O governo não fará campanha', diz Dilma a aliados

Em reunião com o conselho político, formado pelos 14 partidos da base, a presidente Dilma Rousseff assegurou ontem que o governo não se envolverá na campanha eleitoral nas cidades onde houver mais de um candidato da base na disputa. "Obviamente que as pessoas podem ter suas preferências pessoais e fazer campanha, mas o governo não fará." "Mas e o Lula?", perguntavam os presentes, aos cochichos. "Lula será um canhão, principalmente depois do tratamento (contra o câncer), mas a presidente garantiu ao Michel (vice-presidente) que não subirá no palanque de ninguém", disse o líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN). Dilma prometeu ainda impedir o uso da máquina. / VERA ROSA e TÂNIA MONTEIRO

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.