Reprodução/Twitter Jair Bolsonaro
Reprodução/Twitter Jair Bolsonaro

Novo boletim médico destaca boa recuperação clínica de Bolsonaro

Candidato do PSL à Presidência permanece sem dor, febre ou ainda outros sinais de infecção

Cristian Favaro, O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2018 | 15h42

O candidato do PSL à Presidência nas eleições 2018Jair Bolsonaro, apresenta boa evolução clínica, conforme boletim divulgado nesta segunda-feira (24) pelo Hospital Albert Einstein. De acordo com o texto, Bolsonaro permanece sem dor. Ele se recupera de uma facada que recebeu em um ato de campanha em juiz de Fora no dia 6

De acordo com os médicos Antônio Luiz Macedo, Leandro Echenique e Miguel Cendoroglo, Bolsonaro permanece sem dor, febre e outros sinais de infecção. "Mantém progressão dos movimentos intestinais com boa aceitação à dieta leve iniciada ontem. Estão sendo mantidas as medidas de prevenção de trombose venosa e realizados exercícios respiratórios, de fortalecimento muscular e períodos de caminhada", acrescenta o documento.

No boletim divulgado no domingo, 23, os médicos atestavam que o candidato do PSL não possuia disfunções orgânicas e os exames laboratoriais apresentavam-se estáveis. Além disso, o dreno colocado em seu abdome foi retirado. 

Desde domingo, dia 23, devido à boa aceitação da dieta pastosa e recuperação dos movimentos intestinais, ele passou a receber uma dieta leve. Estão sendo mantidas as medidas de prevenção de trombose venosa, sendo realizados exercícios respiratórios de fortalecimento muscular e períodos de caminhada fora do quarto. 

Confira na íntegra o boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein

São Paulo, 24 de setembro de 2018 - 14:45

Jair Bolsonaro, candidato à Presidência da República, internado no Hospital Israelita Albert Einstein desde o dia 7 de setembro, mantém boa evolução clínica e permanece sem dor, sem febre ou outros sinais de infecção. 

Não há disfunções orgânicas e os exames laboratoriais estão estáveis. 

Mantém progressão dos movimentos intestinais com boa aceitação à dieta leve iniciada ontem. Estão sendo mantidas as medidas de prevenção de trombose venosa e realizados exercícios respiratórios, de fortalecimento muscular e períodos de caminhada.

Médicos Responsáveis:

​Dr. Antônio Luiz Macedo, cirurgião

Dr. Leandro Echenique, clínico e cardiologista Diretor Superintendente:

​Dr. Miguel Cendoroglo, Diretor Superintendente do Hospital Israelita Albert Einstein​

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.