Nelson Almeida/AFP e Felipe rau/Estadão
Nelson Almeida/AFP e Felipe rau/Estadão

Nova pesquisa Ibope SP sai amanhã; veja a evolução de Covas e Boulos até aqui

Tucano lidera entre os mais velhos, brancos e com menos escolaridade; candidato do PSOL tem a preferência entre os entrevistados não católicos, nem evangélicos

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de novembro de 2020 | 09h00

Nesta quarta-feira, 25, será divulgada a penúltima pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo antes do segundo turno das eleições 2020 em São Paulo, disputado entre o candidato à reeleição Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL). O levantamento mais recente, divulgado em 18 de novembro, traz o tucano à frente, com 47% das intenções de voto, ante 35% do adversário. O atual prefeito também lidera na maioria dos segmentos dos entrevistados. Veja a evolução dos candidatos nas pesquisas de intenção de votos.

Entre os eleitores do sexo masculino, Covas tem 45% das intenções de voto, ante 37% de Boulos. No eleitorado feminino, a distância é um pouco maior, com 49% para o atual prefeito, e 33% para o candidato do PSOL.

Com relação à faixa etária, Covas lidera com folga entre o eleitorado com mais de 55 anos, com 54% das intenções de voto. Boulos aparece com 27%. Entre os mais jovens, o tucano tem a preferência dos entrevistados de 16 a 24 anos - 45% ante 37%.

O candidato à reeleição também é o preferido por quem tem menos escolaridade. Entre os entrevistados que alegaram ter somente o ensino fundamental, Covas aparece com 51% e Boulos, com 33%. A diferença é menor entre os com ensino médio - 48% para o candidato do PSDB e 33% para o do PSOL -, e cai para sete pontos porcentuais no eleitorado com ensino superior - 45% e 38%, respectivamente.

Entre os eleitores que se identificaram como brancos, 50% dizem apoiar Covas e 32%, Boulos. Entre os que se declararam pretos ou pardos, 46% disseram que votariam no candidato do PSDB, e 37% em Boulos. A diferença fica menor com relação aos entrevistados de outras raças/cores - 46% ante 43%.

Covas aparece na frente entre os que relataram ganhar mais de cinco salários mínimos, com 51% das intenções, ante 33% de Boulos. Entre os que disseram receber até um salário mínimo, o tucano está 12 pontos à frente: 47% a 35%.

O cenário se inverte a favor de Guilherme Boulos entre os entrevistados que não se identificaram como católicos, nem evangélicos, com 45% das intenções de voto para o candidato do PSOL e 36% para Covas.

Em um encontro com evangélicos nessa segunda-feira, 23, Boulos afirmou que espera angariar votos do eleitorado invertendo prioridades da Prefeitura.

Por sua vez, Covas tem preferência entre evangélicos, com 50% das intenções, ante 30% de Boulos. Entre os católicos, 54% afirmam que votariam no atual prefeito ante 31% em Boulos. No domingo, 22, o tucano participou de quatro eventos religiosos com líderes neopentecostais na tentativa de manter a vantagem no segmento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.