Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

No Twitter, Bolsonaro promete respeito à Constituição e direitos individuais

A forma de mudarmos o Brasil será através da defesa das leis e da obediência à Constituição, diz candidato do PSL

O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2018 | 14h06

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, disse neste sábado,27, em sua conta pessoal no Twitter que, se for eleito, todos os cidadãos terão seus direitos preservados e voltou a prometer que respeitará a Constituição. 

"A forma de mudarmos o Brasil será através da defesa das leis e da obediência à Constituição, Assim, NOVAMENTE, ressaltamos que faremos tudo na forma da Lei!", disse Bolsonaro. " Qualquer forma de diferenciação entre os brasileiros não pode ser admitida. Todo cidadão terá seus direitos preservados."

O candidato do PSL ainda disse que, para gozar de seus direitos, os cidadãos devem "obedecer às leis e cumprir com seus deveres. "Qualquer pessoa no território nacional, mesmo não sendo cidadã brasileira , tem direitos inalienáveis como ser humano, assim como tem o dever de obedecer as leis do Brasil", acrescentou.

Horas depois, num outro tuíte, criticou atos do MST e da UNE contra o juiz Sérgio Moro. "A DEMOCRACIA DO MST, UNE e outros estranhos: Militantes de esquerda, desafiam justiça e fazem ato chamando Juiz Moro de corrupto", afirmou. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.