No rádio, campanha do Kassab diz que Marta apela e é invejosa

Apresentador ironiza ao indagar como uma pessoa 'tão elegante' como a petista poderia fazer tal tipo de ofensa

Bianca Pinto Lima, do estadao.com.br,

17 de outubro de 2008 | 08h21

A campanha do prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Gilberto Kassab (DEM), afirmou durante o horário eleitoral do rádio desta sexta-feira, 17, que a petista Marta Suplicy apela ao fazer ataques à vida pessoal do adversário e classificou a ex-ministra de invejosa. No início da semana, Marta questionou no rádio e na TV aspectos íntimos do candidato do DEM, perguntando ao eleitor: "Você conhece Kassab? Sabe se ele é casado? Tem filhos?".  Veja também:'Deus me livre! Eu não sabia disso', diz Marta sobre folhetoJuiz proíbe Marta de perguntar se Kassab é casadoLula reprova comportamento de Marta em ataques a KassabEnquete: estado civil do candidato interfere no voto? Blog: Leia os principais momentos do debate na Bandeirantes  Especial: Perfil dos candidatos em São Paulo 'Eu prometo' traz as promessas de Marta e Kassab Geografia do voto: Desempenho dos partidos nas cidades brasileiras Confira o resultado eleitoral nas capitais do País  Durante o programa, o apresentador ironizou ao indagar como uma pessoa "tão elegante e fina" como a petista poderia fazer tal tipo de ofensa. "O povo sabe que ela está apelando", afirmou o locutor. A campanha do prefeito também aproveitou para chamar a candidata de invejosa ao dizer que Kassab realizou obras e projetos que ela não fez. Já Marta voltou a citar a parceria do atual prefeito com Celso Pitta e reforçar que o eleitor não conhece a vida política de Kassab. "Ele podia ter contado, né? Que decepção", disse uma das personagens da campanha. A ex-ministra também culpou o candidato do DEM pelo caos no trânsito da cidade.  A petista contou ainda com o apoio do pagodeiro Netinho de Paula, eleito vereador da capital paulista pelo PC do B com uma ampla votação. A ex-ministra conversou com o cantor sobre a revitalização do centro de São Paulo e prometeu retomar o projeto caso seja eleita. Segundo ela, Kassab abandonou as obras iniciadas por ela na região e classificou a atitude de "lamentável".

Tudo o que sabemos sobre:
Eleição 2008MartaKassb

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.