No Amapá, Góes e Capiberibe votam acompanhados de familiares

Segundo Ibope, Góes está 24 pontos à frente do governador Camilo Capiberibe - que tenta reeleição -, mas o candidato não quer cantar vitória antes da hora

Alcinéia Cavalcante, O Estado de S. Paulo

26 de outubro de 2014 | 14h32

MACAPÁ – No Amapá os dois candidatos ao governo, Waldez Góes (PDT) e Camilo Capiberibe (PSB), votaram acompanhados de suas mulheres e filhos.

Com 62% de intenções de voto segundo pesquisa divulgada no sábado pelo Ibope, Góes, ao sair da cabine de votação, disse que embora os números favoráveis da pesquisa só vai comemorar quando acabar a apuração. Disse também que fez uma campanha propositiva e sem comícios porque não vai governar “em cima de palanques”. 

Capiberibe chegou ao local de votação, uma escola no centro da cidade, acompanhado da mulher, filhos, dos pais senador João Capiberibe e deputada federal Janete Capiberibe, e do senador eleito Davi Alcolumbre (DEM). Antes de votar deu rápida entrevista à imprensa ressaltando que “a grande pesquisa é a das urnas”. Ele aparece com 38% das intenções de voto, 24% menos que seu adversário.

Senadores. Com adesivos de Dilma e de Waldez Góes no paletó, o senador José Sarney votou pela manhã numa escola no centro da cidade.

Com adesivo de Dilma pregado no lado direito da camisa e do filho Camilo Capiberibe no esquerdo, o senador João Capiberibe (PSB) votou pela manhã.

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL) votou acompanhado do neto de um ano de idade e declarou voto em  Camilo Capiberibe (PSB) para o governo e em Dilma para a presidência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.