Nelson Trad é reeleito em Campo Grande com 71% dos votos

Atual prefeito da capital do Mato Grosso do Sul consegue segundo mandato; petista fica em segundo com 23%

João Naves de Oliveira, O Estado de S. Paulo

05 Outubro 2008 | 19h45

Não atacar os adversários concorrentes ou os que fazem oposição ao PMDB durante a campanha política, foi um dos mandamentos que o prefeito reeleito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, seguiu a risca. "Mostramos muito trabalho e um plano para o segundo mandato frente ao Executivo municipal, calçado em grandes obras já em andamento, sem ofender ninguém", afirmou logo após ter a confirmação de sua reeleição para o cargo, com 71% dos votos válidos. O petista Pedro Teruel, ficou com quase 23% dos votos, em segundo lugar.   Veja também: A disputa pelas capitais   Confira as imagens da votação pelo Brasil Cobertura completa das eleições 2008 Eu prometo: Veja as promessas de campanha dos candidatos    Em Dourados, região sul do MS, o segundo maior colégio eleitoral de Mato Grosso do Sul, ganhou o deputado estadual Ari Artuzi (PDT), sem apoio do PMDB ou PT com 42,32% dos votos, seguido de perto por Murilo Zauith (DEM) com 37,26% dos resultados das urnas. Zaurith é o vice do atual governador André Puccinelli (PMDB), e foi considerado um dos destaques das animosidades durante a campanha, que resultaram no pedido de tropas do Exército. Um contingente de 280 homens garantiu a tranqüilidade nas eleições do município.   O terceiro lugar ficou para Wilson Biazotto (PT), que a exemplo de Pedro Teruel, adotou o prestígio do presidente Lula para crescer nas pesquisas de opinião pública somente na reta final da campanha. Mas em Corumbá, conhecida como a Capital do Pantanal, o terceiro município em maior número de eleitores, o petista Ruiter Cintra, não precisou ressaltar a boa aceitação de Lula e foi reeleito com 81,32%.   Ruiter fez uma campanha nos moldes de Trad Filho, sem ofensas e mostrando serviço principalmente na organização da folha de pagamento dos funcionários, o que refletiu positivamente no comércio local. A grande ajuda durante o seu mandato foi o incremento no mercado de trabalho, com instalação de grandes siderúrgicas em Corumbá e a melhora bastante sensível no setor turístico. Eleno do PPS, ficou em segundo lugar com 13,56% dos votos.   O crescimento social e econômico também foi fundamental para a reeleição de Simone Tebet (PMDB), em Três Lagoas, o quarto maior eleitorado do Estado. Com 76,56%, ela Venceu Gilmar Costa (PT), que teve 19,4%. Durante o primeiro mandato, a peemedebista, filha do então senador Ramez Tebet, lutou pela instalação de grandes indústrias, que estão provocando um "boom" desenvolvimentista em Três Lagoas, na divisa com São Paulo.   Vereadores mais votados   O candidato do PP, Alcides Bernal, foi o mais votado em Campo Grande, com 12.294 votos (3,05%). Em seguida, aparece Paulo Siufi (PMDB) com 11.552 votos (2,87%) e Carlão (PSB) com 8.473 votos (2,1%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.