Divulgação
Divulgação

Não tem lugar no mundo que o Santander esteja ganhando mais dinheiro, critica Lula

Em evento da CUT, ex-presidente comenta episódio envolvendo banco e critica especulação do mercado financeiro nas eleições

Carla Araújo, Valmar Hupsel Filho e Ricardo Galhardo, Agência Estado

28 de julho de 2014 | 22h13

São Paulo - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva citou na noite desta segunda-feira, 28, rapidamente o episódio envolvendo o banco Santander, que emitiu, na semana passada, um comunicado sugerindo que se a presidente Dilma Rousseff for reeleita haverá uma deterioração na economia brasileira. “Não tem nenhum lugar no mundo que o Santander esteja ganhando mais dinheiro do que aqui”, disse durante abertura da 14ª plenária da CUT, em Guarulhos (SP).

Segundo Lula, a pessoa responsável pelo comunicado não entende “porra nenhuma” de Brasil e não sabe nada a respeito do governo Dilma. “Manter (o responsável) em um cargo de chefia, pode mandar embora e me dar o bônus”, afirmou.

O ex-presidente voltou a criticar o mercado financeiro e disse que suas avaliações são baseadas em especulações para ganhar mais dinheiro. Lembrando o episódio do uruguaio Luis Suárez, que mordeu o zagueiro italiano Chiellini durante a Copa do Mundo, Lula disse que no mercado financeiro “eles não mordem, engolem”.

Lula disse ainda que o “jogo globalizado é muito complicado” e que o Brasil “não vai jogar fora a confiança que conquistou”. A 14ª Plenária da CUT será realizada até o dia 1º de agosto. No dia 31, está prevista a presença da presidente Dilma Rousseff no evento. Entre as deliberações da plenária, os dirigentes vão debater e votar o apoio à reeleição da presidenta Dilma.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    EleiçõesLulaSantander

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.