Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Joaquim Barbosa: 'Não convenci a mim mesmo que devo ser candidato à Presidência'

Segundo o ex-ministro do STF, há problemas dos dois lados: 'o partido tem sua história e eu tenho minhas dificuldades do lado pessoal'

Julia Lindner e Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2018 | 17h34

BRASÍLIA  - O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa disse nesta quinta-feira que ainda não sabe se quer ser candidato à Presidência da República este ano. Após sua primeira reunião oficial com a cúpula do PSB, ele afirmou que possui dúvidas de caráter pessoal e sinalizou que sua família estaria resistente à ideia.

++ Votos indicam pensamento de Joaquim Barbosa

++ Presidente do PSB diz que Eduardo Campos sofreu mais resistências do que Joaquim Barbosa

++ 'Alckmin é opção mais madura', diz França após reunião com Barbosa

"Há dificuldades dos dois lados. O partido tem sua história e eu tenho minhas dificuldades do lado pessoal. Não convenci a mim mesmo que devo ser candidato", disse. Ele afirmou que uma eventual candidatura à presidência "afeta a vida de uma pessoa" e que ainda está pensando sobre o assunto. Ao ser questionado se sua família seria contra, ele respondeu que "não é a favor".

++ Imagem de Joaquim Barbosa melhora em relação a março, aponta Ipsos

Ele usou a sua indecisão para evitar temas polêmicos. Ao ser questionado sobre a reforma da Previdência, reforçou que ainda não é candidato para as eleições 2018.

+ 'Não sou candidato ainda', diz Joaquim Barbosa 

Joaquim Barbosa deixou claro que "ainda não conhece o PSB" e que esse foi seu primeiro encontro com um grupo maior de pessoas para trocar ideias. Ele declarou que ainda há bastante tempo para tomar uma decisão sobre uma eventual candidatura e o prazo é flexível.

++ PSB vê Joaquim Barbosa alinhado à sua diretriz econômica

Ao deixar a reunião, mais cedo, o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, disse que "nem o próprio ministro se disse disposto a fazer uma caminhada pelo Brasil defendendo a sua postulação" no encontro. Sobre a fala, Barbosa afirmou que "já anda pelo Brasil inteiro" e que "conhece muito bem o País".

SIQUEIRA DESCARTA JOAQUIM BARBOSA COMO VICE

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, afirmou nesta quinta-feira, 19, que a candidatura de Joaquim Barbosa para presidente não está pronta e que é preciso construí-la dentro do partido. Mas ele deixou claro que o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) não se filiou ao partido para ser vice em outra chapa.

+ Eleição 2018: Veja os pré-candidatos à Presidência da República

"Nós temos meses pela frente. Uma candidatura não vai se dar só pelo fato de termos bons índices nas pesquisas", disse em relação ao resultado da última pesquisa Datafolha, que mostrou o ex-ministro com até 10% das intenções de votos em alguns cenários.

++ PSB quer candidatura de Barbosa até o dia 15

Mesmo após governadores do PSB sinalizarem após reunião com Barbosa que preferiam que o partido não tivesse candidato próprio, Siqueira negou que o partido esteja dividido e disse que a construção de Joaquim Barbosa como candidato será "tijolo a tijolo". "Há cuidados, interrogações, mas divergências no partido não há. Ninguém disse que não concorda com a candidatura (de Barbosa). Todos eles deram sugestões para reorganizarmos próximos passos", disse.

++ 'Saúdo a decisão dele de entrar na política', diz Marina sobre Barbosa

++ PSB já vê consenso para candidatura de Barbosa

Siqueira destacou que quer Joaquim Barbosa à frente de uma chapa e que quem tem esperança de vê-lo com vice de outro candidato "pode esquecer". Nesta quarta-feira, ele já havia indicado que a legenda não tem interesse em uma aliança eleitoral com a ex-senadora Marina Silva, pré-candidata à Presidência da República pela Rede

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.