Na TV, Quintão e Lacerda recorrem a apoiadores

No último dia do horário eleitoral gratuito na TV, os candidatos a prefeito de Belo Horizonte recorreram aos apoiadores nos programas veiculados no período da tarde. Leonardo Quintão (PMDB) reservou boa parte de seu programa para um depoimento da deputada federal Jô Moraes (PC do B), que terminou em terceiro lugar no primeiro turno. Em seu recado, o peemedebista apelou para a crença e disse que a vitória sobre Márcio Lacerda (PSB) representaria um "milagre de Deus". "Gente, no início da campanha, eu dizia que para ganhar desse povo só mesmo um milagre de Deus. E eu continuo acreditando no milagre".Jô Moraes ressaltou que optou por não ficar neutra no segundo turno e novamente fez críticas à aliança firmada entre o governador Aécio Neves (PSDB) e o prefeito Fernando Pimentel (PT). "Mais do que a força de alguns esquemas poderosos, eu acredito é na humildade das pessoas que querem se juntar para fazer esta Belo Horizonte continuar com seus avanços, o conselho político, o orçamento participativo, estrutura do controle social na saúde, continuar também com esses desafios de dar mais humanidade à cidade", disse.A deputada lembrou a ocorrência do segundo turno e disse que a cidade "se rebelou". "Belo Horizonte assumiu o seu destino e vai neste segundo turno votar 15 para continuar assumindo o seu próprio destino". O programa de Quintão também exibiu depoimentos de populares em favor do peemedebista. "Generosidade" Já o programa de Lacerda exibiu o resultado de pesquisas que mostram a vantagem do socialista sobre o adversário e veiculou um depoimento do governador mineiro, que defendeu o acordo firmado com o prefeito petista. "Desde o início desta eleição, ao contrário de muitos que tentaram dizer, nós tivemos gestos de generosidade", afirmou Aécio. "Deixamos de lançar candidatos dos nosso partidos, para apoiar alguém que tinha e tem as melhores condições de administrar a nossa cidade. Eu tenho muita vontade, uma vontade íntima muito grande, de construir com Márcio uma extraordinária parceria. Da qual vocês podem se orgulhar todos os dias nos próximos quatro anos".O tucano, porém, fez questão de cumprimentar também o eleitor "que buscou um outro candidato, que buscou um outro caminho". "Independente de quem seja o vencedor, e eu espero que seja o Márcio, já ganhou a democracia. Já ganhamos todos nós".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.