Na TV, candidata em Porto Alegre usa imagem de Lula

A candidata da "Frente Popular" (PT-PRB-PTC-PSL) à Prefeitura de Porto Alegre, Maria do Rosário, usou na propaganda eleitoral de hoje uma imagem em que aparece trocando um abraço com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O texto, lido por um apresentador, disse que "o presidente Lula esteve em Porto Alegre e fez questão de demonstrar todo o seu apoio a Maria do Rosário nas eleições para a Prefeitura. Ele reafirmou o compromisso de ajudar Maria do Rosário a colocar Porto Alegre de novo na frente". Não há qualquer palavra de Lula na montagem. As imagens foram gravadas ontem na Base Aérea de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, onde Lula trocou o avião presidencial por um helicóptero para seguir a Gramado, na serra gaúcha.Maria do Rosário não é a primeira candidata a tentar pegar uma carona na popularidade do presidente, mas, por ser do mesmo partido, foi mais direta. A campanha de Manuela D''Ávila (PCdoB-PPS-PSB-PR-PTdoB-PMN-PSB-PTN) vem exibindo uma foto da candidata ao lado de Lula, com texto dizendo que o presidente apóia o trabalho dela como líder de Frente Parlamentar do Esporte.O programa do candidato à reeleição José Fogaça (PMDB-PDT-PTB-PSDC) considerou o dia de ontem como "um dia histórico para Porto Alegre" porque a Prefeitura instalou um sistema de desconto de 50% na segunda passagem de usuários de bilhetes eletrônicos do transporte coletivo que não demorarem mais de 30 minutos entre o desembarque e um novo embarque. Os textos e os depoimentos do próprio prefeito e do secretário de Mobilidade Urbana, Luiz Afonso Sena, seguiram destacando que Fogaça primeiro "arrumou a casa", organizando as finanças, para depois tocar projetos que, agora, podem ser ampliados.Luciana Genro (PSOL-PV) exibiu um diálogo com o antropólogo Luiz Eduardo Soares no qual ambos concordam que a Prefeitura da cidade deve coordenar esforços para reduzir a violência. Onyx Lorenzoni (DEM-PP-PSC) disse que é hora de resgatar a qualidade de vida na cidade. Nelson Marchezan Júnior (PSDB) e Paulo Rogowski (PHS) prometeram melhorias na saúde pública. E Vera Guasso (PSTU-PCB) ressaltou que sua coligação é a única que não aceita doações de empresários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.