Marcos Correa/PR
Marcos Correa/PR

Na terra de Ciro, PL é aliado de PT e PSDB

Em 2018, o PL ajudou a eleger prefeitos com PT e PSDB em 517 municípios

Victor Farias, Especial para o ESTADO - Sobral (CE), O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2021 | 05h00

Sobral, a cidade cearense em que o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) fez carreira, representa bem o problema que o PL enfrenta para ter o presidente Jair Bolsonaro filiado. Nas eleições de 2020, a legenda se aliou com o PT e o PSDB para apoiar a candidatura à reeleição do prefeito Ivo Gomes (PDT), irmão de Ciro.

Na quinta maior cidade do Ceará, o Partido Liberal conseguiu se aliar com três dos maiores rivais de Bolsonaro – o ex-presidente Lula (PT), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e Ciro, todos agora pré-candidatos a presidente para 2022. Alianças iguais a essa são encontradas em outras 15 cidades do País.

Em Sobral, o PL não tem vereadores na Câmara Municipal, dominada por PDT, MDB e PSB, mas seu presidente provisório, Marcio Diego Guimarães, é secretário de Gestão Interna da cidade. Ao Estadão, ele disse que o PL local “só vai se manifestar quando houver posição concreta em relação à filiação de Bolsonaro”.

Já no âmbito estadual, o PL tem maior relevância e se divide entre apoiadores e críticos ao governo do petista Camilo Santana, que é próximo dos irmãos Ciro e Cid Gomes. O presidente do PL no Ceará, Acilon Gonçalves, prefeito de Eusébio, na região metropolitana de Fortaleza, também é próximo ao governador. Procurado, ele afirmou que a direção estadual do PL “deu autonomia aos seus diretórios municipais” nas eleições de 2020.

 

ALIANÇAS

Sobral é só uma amostra de um quadro que é nacional. No total, o PL ajudou a eleger prefeitos com PT e PSDB em 517 municípios. Desses, 106 tiveram como candidatos representantes do PL, que somou 352 prefeitos entre 2020 e eleições suplementares.

Somente com o PT foram 212 coligações. Já com o PSDB, 346. Além dos municípios em que os candidatos venceram, o possível futuro partido de Bolsonaro se aliou com tucanos e petistas em outras 392 cidades em diversas regiões, entre elas Joinville (SC), Porto Alegre (RS), Macapá (AP), Manaus (AM), Aracaju (SE), Recife (PE) e Uberaba (MG).

A maior parte das cidades em que o PL se aliou com tucanos fica no Sul e no Sudeste, principalmente em São Paulo (112), Minas Gerais (65), Santa Catarina (56) e Paraná (54). No Rio, os dois partidos foram aliados em 22 das 92 cidades. Em Pernambuco, o PL esteve ao lado do PSDB em Caruaru, Petrolina, Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.