Estadão
Estadão

Na reta final, Pimentel e Anastasia lançam sites para apontar 'mentiras' um do outro

Os dois candidatos lideram as pesquisas na disputa pelo governo de Minas Gerais nas eleições 2018

Jonathas Cotrim, O Estado de S.Paulo

01 Outubro 2018 | 18h53

BELO HORIZONTE - Os dois candidatos que lideram as pesquisas na disputa pelo governo de Minas Gerais nas eleições 2018Antonio Anastasia (PSDB) e Fernando Pimentel, atual governador e que tenta a reeleição pelo PT, tentarão apontar "mentiras" e "fake news" nos discursos um do outro na última semana de campanha para o Palácio da Liberdade.

Nesta segunda-feira, 1º, a campanha de Anastasia lançou o site "Pimentel Mente", que questiona afirmações do governador mineiro feitas ao longo da gestão e da campanha. Além disso, desde a semana passada, a equipe do tucano criou um grupo de trabalho em rede para tentar rebater afirmações que considera fake news.

Colocado no ar no dia 25, o portal "Mentiras do Anastasia" continuará sendo alimentado pela campanha petista mas sem alterações no fluxo de publicações. Segundo uma fonte ligada à campanha do petista, " há muito material" ainda para ser publicado esta semana.

Após se reunir com apoiadores na periferia de Belo Horizonte na manhã desta segunda-feira, Anastasia declarou que os eleitores de Minas "sabem quem diz a verdade". "Os mineiros me conhecem", disse. Para a última semana, a campanha do tucano deve ainda investir no corpo a corpo na região metropolitana da capital, entre quinta-feira, 4, e sexta-feira, 5.

Em uma das postagens no site lançado nesta segunda, a equipe de Anastasia diz que Pimentel mente sobre a tentativa de abertura de capital da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Condemig). "Para te enganar, Pimentel agora diz que a Codemig é dos mineiros e não abre mão disso", diz a publicação, lembrando que Pimentel tentou vender 49% das ações da estatal e só não conseguiu porque foi impedido pelo Tribunal de Contas do Estado.

"Sou o candidato que, por estar no cargo de governador, conhece a realidade. E trabalho com sinceridade. Às vezes não são as verdades que o eleitor gostaria de ouvir, mas temos a obrigação de falar", disse Pimentel na manhã desta segunda. De acordo com a campanha do petista, a maioria das postagens que serão feitas esta semana serão retiradas dos últimos debates.

Uma das postagens no site de Pimentel qualifica Anastasia como "parceiro de Aécio (Neves) no Senado".

Anastasia e Pimentel lideram as pesquisas, polarizando o cenário político em Minas. O candidato do PSDB apareceu na liderança do último levantamento Ibope, divulgado em 27 de setembro, com 35% das intenções de voto, seguido do petista, com 21%.

Briga nas redes 

Nesta segunda-feira, a discussão sobre mentiras na campanha envolveu a presidente cassada Dilma Rousseff, candidata ao Senado por Minasnas eleições 2018, que trocou acusações com Anastasia pelo Twitter. A petista publicou uma mensagem em que afirmou que o postulante ao governo está "espalhando uma série de mentiras" para acusá-la "de não ter oferecido apoio a alguns projetos de interesse de MG, quando estava no cargo". O tuíte foi acompanhado de um link, no qual Dilma cita "sete mentiras" do senador.

Marcado na mensagem virtual, Anastasia respondeu a candidata ao Senado. "Não se trata de 'ter oferecido apoio'. A senhora não fez as obras federais em Minas, candidata. Essa é que é a verdade". Em seguida, o tucano questionou Dilma por algumas obras que teriam sido prometidas pela ex-presidente, como a revitalização da BR-381 e a ampliação do metrô em Belo Horizonte . "São obras federais que necessitam de intervenção. E a senhora não fez."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.