Na posse, até saci se fez presente

A posse do ministro do Esporte ontem poderia ser uma comemoração dupla para Aldo Rebelo (PC do B-SP), se seu projeto de 2003 tivesse virado lei. Pela vontade de Aldo, 31 de outubro seria celebrado o Dia do Saci.

O Estado de S.Paulo

01 de novembro de 2011 | 03h03

Sem esse mote nacionalista, o ministro foi empossado no Halloween, em plena caça às bruxas no Esporte após denúncias de desvios na pasta.

O projeto de Aldo propunha o resgate de lendas do folclore brasileiro em contraponto ao Dia das Bruxas celebrado nos Estados Unidos e em outros países. Aldo apresentou o projeto entusiasmado com o pedido da Sociedade dos Observadores de Saci (Sosaci), um grupo criado em São Luiz do Paraitinga (SP).

"O Saci é reconhecido como força da resistência cultural à invasão dos X-men, pokémons e jogos de guerra", alegou Aldo no projeto, arquivado em 2007. Ontem, o ministro lembrou a data. "Hoje é o Dia do Saci, mascote do Internacional de Porto Alegre."

A plateia da cerimônia era o retrato das contradições que marcam a trajetória de Aldo. Lá estavam cartolas do futebol, militares, comunistas e católicos. "Sou comunista, graças a Deus", disse Aldo.

O comunista que acredita em Deus levará para o gabinete imagens de Nossa Senhora Aparecida, São Francisco de Assis e São Sebastião. Seus correligionários dizem que, mais do que nunca, Aldo precisa de proteção. / DENISE MADUEÑO e VERA ROSA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.