Celso Itiberê/ Presidência/Divulgação
Celso Itiberê/ Presidência/Divulgação

Na ONU, Temer diz que deixará Presidência 'com a tranquilidade do dever cumprido'

Em Nova York, presidente menciona as eleições 2018 durante seu discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU. 'País que entregarei a quem o povo brasileiro venha a eleger é melhor do que aquele que recebi'

Beatriz Bulla, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2018 | 11h28

O presidente Michel Temer mencionou as eleições 2018 no Brasil em discurso de abertura da 73.ª Assembleia Geral das Nações Unidas nesta manhã, em Nova York. Ao falar sobre a sucessão presidencial, disse que fará a transição com "a tranquilidade do dever cumprido". "O País que entregarei a quem o povo brasileiro venha a eleger é melhor do que aquele que recebi. Muito ainda resta por fazer, mas voltamos a ter rumo", disse Temer.

"Hoje, no Brasil, podemos olhar para trás e verificar o quanto fizemos em pouco tempo de governo. Dissemos não ao populismo e vencemos a pior recessão de nossa história", afirmou. "Devolvemos o Brasil ao trilho do desenvolvimento", completou o presidente.

Ele destacou que a democracia brasileira é "vibrante" e "lastreada em instituições sólidas".

Seguindo uma tradição, o Brasil abre as sessões do encontro desde 1949, quando o responsável pelo discurso foi o diplomata Oswaldo Aranha. O presidente a discursar na sequência de Temer é o americano Donald Trump.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.