Na berlinda

Explicações

O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2012 | 03h07

Ministro destinou cerca de 90% das verbas do Ministério da Integração para Pernambuco, seu Estado natal

Manobra do ministério tentou tirar R$ 50 milhões da obra do São Francisco para destinar a construção de barragens em PE. Além disso, Estado mostrou em dezembro que boa parte das obras está abandonada

Irmão do ministro, Clementino Coelho foi nomeado presidente da Codevasf, autarquia ligada ao Ministério da Integração. Bezerra também nomeou o tio para Conselho Nacional de Irrigação

Ministério Público acusa Bezerra de usar verba indevidamente para reconstruir estrada em Petrolina. Ministro também é acusado de ter comprado o mesmo terreno duas vezes quando era prefeito da cidade

Ministério nega privilégios e diz que as verbas do governo federal para atuar contra chuvas estão pulverizadas em várias pastas. A reportagem do Estado considerou só as verbas da Integração para a prevenção de desastres naturais

Integração disse que ação "não impactaria ritmo de execução" da obra. Sobre o abandono, informou que fará nova licitação, de R$ 1,2 bilhão, para retomar ritmo do projeto. Custo da transposição chega a R$ 6,9 bilhões

CGU afirmou que quando Bezerra assumiu o cargo Clementino já era diretor da autarquia, mas não soube responder sobre o fato do irmão do ministro ter assumido a presidência

Ministro disse que dispensa de concorrência para obra na estrada foi legal. Quanto ao terreno, diz que foi 'induzido' ao erro porque a 1ª compra não foi registrada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.