MP quer tirar propaganda contra Marta de site do Metrô

Segundo resolução do MPE, propaganda eleitoral na internet somente será permitida na página do candidato

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

08 de outubro de 2008 | 10h02

O Ministério Público Eleitoral (MPE) entrou com recurso na terça-feira para proibir que a Companhia do Metropolitano de São Paulo mantenha em sua página na internet propaganda supostamente negativa contra a candidata à prefeitura de São Paulo no segundo turno,  Marta Suplicy (PT). O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) não considerou como propaganda negativa o seguinte trecho no site do metrô: "a proposta da candidata Marta Suplicy para o transporte metroviário da cidade de São Paulo é totalmente incompatível com os fundamentos técnicos que orientam o planejamento do transporte público metropolitano(...)".   Veja Também: 'Eu prometo': Saiba quais são as propostas de Marta e Kassab Confira o resultado eleitoral nas capitais do País As principais promessas dos candidatos Enquete: O resultado das eleições surpreendeu?   Especial: Perfil dos candidatos em São Paulo   Vereador digital: Depoimentos e perfis de candidatos em São Paulo   Tire suas dúvidas sobre as eleições   De acordo com o MPE, a Resolução 22.718 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) diz que "a propaganda eleitoral na internet somente será permitida na página do candidato destinada exclusivamente à campanha eleitoral".   No caso, diz ainda o recurso, a nota técnica do Metrô ficou caracterizada como propaganda eleitoral negativa à candidata Marta Suplicy "tendo em vista que o período em que foi realizada é de propaganda eleitoral e a nota técnica refere-se, de forma manifestamente depreciativa, aos seus projetos sobre o metrô de São Paulo".

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesSPSão PauloMPE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.