MP denuncia prefeito de Porto Velho

O Ministério Público Estadual de Rondônia apura denúncia segundo a qual o prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho (PT), montou uma empresa em sua própria residência para prestar serviços aos consórcios que constroem as hidrelétricas do Rio Madeira. Ele teria alugado equipamentos a empresários que mantêm contratos com os construtores das usinas.

PORTO VELHO, O Estado de S.Paulo

29 de novembro de 2011 | 03h06

Além disso, Sobrinho teria negociado compensações ambientais para Porto Velho com os construtores das Usinas Hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau. Ou seja, estaria discutindo concessões com empresas que lhe caberia fiscalizar.

Registros na Junta Comercial de Rondônia mostram que o capital social da V. R. Madeira Transportes Ltda., instituída em agosto de 2010, é de R$ 50 mil - R$ 5 mil pertencentes a Vitor Santiago dos Santos, filho do prefeito. Os outros R$ 45 mil estão em nome do próprio Sobrinho.

O diretório do PT em Rondônia já chamou o prefeito para dar explicações, apesar de ainda não ter recebido nenhuma denúncia formal. Aos petistas, Sobrinho admitiu que a empresa é dele e funciona de fato em sua residência, mas garantiu que não há nenhuma ilegalidade. / NILTON SALINA, ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.