MP denuncia Luiz Estevão por lavagem

O Ministério Público Federal em Brasília denunciou na Justiça o empresário e ex-senador Luiz Estevão de Oliveira Neto por suposta lavagem de dinheiro. De acordo com a denúncia, ele teria usado contas bancárias do clube de futebol Brasiliense para ocultar e dissimular a propriedade e a movimentação de dinheiro proveniente de atividades criminosas. Luiz Estevão é fundador do time.

BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

14 de março de 2012 | 03h06

Segundo o MP, a denúncia resulta de um inquérito aberto em 2005 depois de a Justiça ter decretado a indisponibilidade dos bens do empresário e de empresas dele por causa do desvio de R$ 169 milhões da obra do Fórum Trabalhista de São Paulo.

Os investigadores notaram que, apesar da indisponibilidade dos bens, Luiz Estevão continuava a aplicar grandes quantias no time. Investimentos foram feitos, por exemplo, na reforma do estádio e na compra de passes de jogadores. Com base nos indícios, a Justiça autorizou a quebra do sigilo fiscal do empresário e do bancário da principal conta do Brasiliense entre 2001 a 2005. Os dados demonstraram que a maior parte da movimentação na conta do time referia-se a créditos ou débitos relacionados ao Grupo OK, de Luiz Estevão.

Para o MP, a semelhança e a proximidade das datas e valores movimentados comprovam que a conta do Brasiliense foi usada como passagem, com o objetivo de tornar mais difícil o rastreamento dos valores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.