Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Mourão anuncia que vai disputar o Senado pelo Rio Grande do Sul

Vice-presidente ainda não definiu por qual partido deverá concorrer; apuração do Estadão constatou que as duas siglas de interesse de Mourão são o PP e o Republicanos

Eduardo Gayer, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2022 | 10h19

Brasília - O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) confirmou nesta sexta-feira,11, que será candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul. De acordo com o general, basta agora definir por qual partido deverá concorrer - dois estariam à mesa -, além de seu parceiro de chapa na vaga de candidato a governador.

Questionado por jornalistas em frente ao Palácio do Planalto se estaria decidido a ser candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul, o general confirmou. “Isso, é por aí. Agora é só decisão de partido”, disse o vice-presidente, que é, hoje, o principal quadro do PRTB. O Estadão/Broadcast Político apurou que as duas opções de legenda que podem receber Mourão são o PP e o Republicanos.

A composição com o candidato a governador também está em aberto, segundo Mourão. “Tem dois pré-candidatos do nosso campo. Onyx e Heinze. Vamos aguardar para ver o que vai sair disso aí”, declarou.

O ministro do Trabalho e Previdência, de malas prontas para o PL, e o senador filiado ao PP disputam o apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL) para a pré-candidatura.

PL dos agrotóxicos

Mourão ainda minimizou a aprovação, pela Câmara dos Deputados, do projeto de lei que flexibiliza a entrada de agrotóxicos no País. “Críticas sempre vão ocorrer, mas a legislação está sendo discutida dentro do Congresso. Passou na Câmara, vai para o Senado. Já tem alguma coisa para ser debatida, não vejo grandes problemas nisso aí”, afirmou o general.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.