Ministério Público recorre no caso do mensalão mineiro

O Ministério Público informou ontem que entrou com recurso contra decisão da Justiça Federal de primeira instância que extinguiu processo por gestão fraudulenta contra a ex-presidente do Banco Rural Kátia Rabello e o ex-vice-presidente da instituição José Roberto Salgado. A decisão absolveu também outros três diretores da instituição no caso do mensalão mineiro, esquema semelhante ao mensalão que teve como protagonistas dirigentes do PSDB, entre eles Eduardo Azeredo, ex-presidente do partido e ex-governador de Minas. A Justiça Federal entendeu que a antiga cúpula do banco já estava sendo julgada por crimes semelhantes no STF, portanto não seria necessário novo processo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.