Ministério Público investiga viagem de ex-ministro

O Ministério Público Federal em Brasília abriu investigação para apurar se o ex-ministro Carlos Lupi cometeu improbidade administrativa ao viajar em jato particular providenciado pelo dono da rede de ONGs que tem contratos suspeitos com a pasta. O procurador da República Paulo Roberto Galvão pediu informações a Lupi, ao deputado federal Weverton Rocha, ao 6º Comando Aéreo Regional (Conar), à empresa Aerotec Taxi Aéreo e ao diretório do PDT no Maranhão. O Ministério Público quer dados sobre o voo, trajetos e passageiros que embarcaram no avião em dezembro de 2009. O episódio contribuiu para a queda de Lupi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.