Ministério diz que vai apurar o caso; Lobão Filho não comenta

Governo Roseana afirma não ser possível saber se veículo pertence à rede estadual; prefeitura nega ser proprietária do ônibus

Fábio Brandt, O Estado de S. Paulo

25 de setembro de 2014 | 03h00

BRASÍLIA - Após receber nesta quarta-feira, 24, do Estado uma imagem retirada do vídeo que flagrou o ônibus com a identificação do programa Caminho da Escola no comitê eleitoral de Edison Lobão Filho (PMDB), o Ministério da Educação (MEC) determinou a realização de uma auditoria no Maranhão para apurar o caso. 

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), responsável por conduzir a auditoria, disse que o procedimento já foi instalado, mas que não tem data para ser concluído. “O FNDE esclarece que os veículos do programa Caminho da Escola se destinam exclusivamente ao transporte de alunos da rede pública de ensino e são de responsabilidade exclusiva do ente que detém a sua posse (prefeituras ou governos estaduais).”

Lobão Filho foi questionado por meio de sua assessoria, mas não enviou resposta à reportagem até a noite desta quarta. 

A mesma imagem transmitida ao MEC e ao FNDE foi enviada ao governo do Maranhão e à Prefeitura de São Luís. A governadora Roseana Sarney (PMDB), via assessoria, disse que não foi “possível identificar, pela imagem, se o ônibus escolar pertence à Seduc (Secretaria de Educação)” e que a gestão do transporte escolar “é de responsabilidade das prefeituras”. A assessoria do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) afirmou que “o veículo em questão não integra a frota do transporte escolar da Prefeitura de São Luís”.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesLobão FilhoRoseana Sarney

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.