'Mineiros sabem por que sua vida melhorou', diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu ontem, em Belo Horizonte, o título de cidadão mineiro da Assembleia Legislativa local. No evento que precedeu o encontro do PT realizado em seguida na mesma cidade, o ex-presidente afirmou que o volume de recursos aplicado em Minas desde 2003 foi "excepcional" e que a população do Estado "sabe por que sua vida melhorou".

O Estado de S.Paulo

16 Abril 2013 | 02h12

Segundo ele, "os investimentos produtivos, as obras de infraestrutura e os programas sociais que o governo federal realizou em Minas contribuíram e muito para tornar mais digna a vida dos mineiros". Lula sustentou ainda que a presidente Dilma Rousseff, que também esteve ontem em Belo Horizonte para o evento do PT, está fazendo "mais e muito melhor". Dilma, que havia agendado presença, acabou não comparecendo à homenagem ao padrinho e antecessor.

Na maior parte do discurso, o petista fez um histórico de sua relação com Minas que, segundo ele, começou nas greves da construção civil para as quais, ainda sindicalista, foi convocado no fim da década de 1970. O ex-presidente falou sobre o combate ao autoritarismo. Pulou a transição para a democracia e, embora tenha citado diversos mineiros, não fez menção a Tancredo Neves, avô do senador mineiro Aécio Neves, pré-candidato do PSDB à Presidência. Ao tratar dos "grandes líderes políticos que Minas já deu ao País", citou Dilma, nascida no Estado, e o seu vice no Planalto, José Alencar, que morreu em 2011. / FERNANDO GALLO e ALINE RESKALLA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.